Compreenda a Neuropsicologia - Ciclos - Espaço Terapêutico
Compreenda a Neuropsicologia

Neste texto, a neuropsicóloga Maria Alice explica as funções e alcance desta área da ciência. Complementar em diagnósticos diferenciais, a neuropsicologia determina intervenções necessárias e profissionais indicados para reabilitação, tanto quanto norteadores para decisões médicas. Um bom diagnóstico precisa de uma boa avaliação.

Boa Leitura!
Daniela Favaro

O que é?

A Neuropsicologia é a ciência que estuda as relações entre a complexa organização cerebral, o comportamento e as funções cognitivas (atenção, percepção, memória, linguagem e raciocínio).

Para que serve?

O objetivo principal do neuropsicólogo é, através da investigação clínica (avaliação), correlacionar as alterações encontradas com as possíveis áreas do cérebro envolvidas.

A AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA é feita por meio de entrevistas e exames com análise quantitativa e qualitativa do desempenho do sujeito. São utilizados testes padronizados para a população brasileira somadas a atividades complementares para a observação de características específicas do sujeito e comparação com os testes padronizados.

A duração da avaliação em geral leva de quatro a cinco sessões de uma hora, podendo personalizar à demanda do caso. A primeira sessão é uma entrevista de anamnese - com o sujeito e/ou responsáveis, depois em média três sessões de atividades e uma última sessão devolutiva onde há entrega do relatório, discussão dos resultados e proposta de tratamento/encaminhamentos necessários.

A avaliação neuropsicológica nos permite obter informações importantes sobre o funcionamento mental da pessoa e auxilia nestas dimensões:

» #1. O Médico no diagnóstico e tratamento de transtornos neuropsiquiátricos (ex: traumatismo craniano, acidente vascular cerebral - AVC, demências, transtornos de aprendizagem, TDAH, dislexia, entre outros);

» #2. A escola a entender como lidar com o aluno e adaptar as atividades acadêmicas para suas necessidades;

» #3. O paciente e seus familiares a compreender e organizar estratégias para lidar com as dificuldades e/ou transtornos encontrados.

Tanto a avaliação quanto a reabilitação neuropsicológica podem ser feitos em consultório, a domicílio ou hospital.

Na reabilitação o neuropsicólogo utiliza estratégias compensatórias, realiza estimulação por meio de exercícios das habilidades cognitivas, visando a organização de estratégias cognitivas e metacognitivas para lidar com as dificuldades apresentadas, aumentando assim a autonomia, a qualidade de vida, a adaptação funcional, e o uso mais eficaz de habilidades residuais.

Referências Bibliográficas:

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA. Resolução 02/2004. Disponível em: link. Acesso em: 20 de out de 2012. LURIA, A.R. Fundamentos de Neuropsicologia. (1981). São Paulo: EDUSP. MALLOY-DINIZ , L.F. [et al.]. Avaliação neuropsicológica – Porto Alegre: Artmed. 2010. 432p.

Luria, Aleksandr Romanovich. Fundamentos de Neuropsicologia / A. R. Luria; tradução de Juarez Aranha Ricardo. - Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; Sio Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 198Í.

Maria Alice David Perroni
Psicóloga
Especialista em Neuropsicologia
Especialista em Psicologia Hospitalar
Especialista em Saúde Pública

Contato

Rua Lourenço Dias, 735, Centro, Araras/SP - CEP: 13600-180

(19) 3542-0444 / (19) 3542-0340 / (19) 99240-9377

ciclos_araras@hotmail.com

Ciclos no Facebook